Chances para ocorrência do fenômeno El Niño no final do ano aumentam para 70%

O último boletim da Organização Mundial de Meteorologia (OMM) apontou que as chances para ocorrência do fenômeno El Niño aumentaram para 70% durante o verão no Brasil. Segundo a agência, a intensidade do fenômeno ainda é incerta, mas a chance de ser um evento forte como o que ocorreu em 2015-2016 é baixa.

Provavelmente você já se perguntou:

Sempre ouvi falar que o El Niño atrapalharia a produtividade e nunca entendi porque… Todas as vezes falam isso, mas aqui em São Paulo nem sempre vemos isso na prática…

Bem, você está certo! Vamos então entender…

O que é o fenômeno El Niño?

Embora as pessoas conheçam mais como El Niño, na teoria o fenômeno é chamado El Niño-Oscilação Sul (ENOS ou ENSO em inglês) e é caracterizado por anomalias (diferenças) na temperatura da superfície do mar no pacífico equatorial. Essas anomalias, ou simplesmente diferenças, podem ser positivas, as quais são chamadas de El Niño, ou negativas, chamadas de La Niña. Na figura abaixo podemos entender como foi a variação até 2012.

Como sabemos se estamos no El Niño ou La Niña?

Embora existam outros índices, o índice oficial é chamado de Niño 3.4 e é calculado através de diferenças de temperatura da superfície do mar no Oceano Pacífico, como apresentado na figura abaixo (retângulo verde).

Nossa, mas uma mudança de temperatura tão longe pode afetar o clima aqui no Brasil? Quais os impactos conhecidos durante a ocorrência do El Niño?

Os impactos do El Niño são de consequências globais. Na figura abaixo podemos ver que no Brasil os impactos conhecidos ocorrem principalmente na região Nordeste, Sudeste e Sul. No Nordeste, há falta de chuvas e o clima é marcado pela seca. Por outro lado, no Sul do país, há excesso de chuvas, assim, o clima é úmido e chuvoso.

Sem título-1

No sudeste do Brasil, principalmente em São Paulo, chove mais? Como o El Niño pode impactar minha produtividade?

Depois de muitos anos de pesquisas e estudos ainda não há um consenso sobre as consequências do El Niño sobre a Região Sudeste do Brasil. O que se conhece é que em anos de El Niño as temperaturas são acima da média e o regime de precipitação é variado. Sob a influência do fenômeno, há anos em que chove mais e anos que chove menos, assim, a previsão climática fica ainda mais difícil pois há outros fatores e oscilações climáticas que podem impactar e alterar o regime de precipitação. Dessa forma, nesses anos as previsões de tempo (até 15 dias) são ainda mais importantes para o planejamento de curto prazo.

Temperaturas acima da média impactam a produtividade e tem efeito sobre o aparecimento de pestes e pragas, assim, fiquem atentos ao Cyan! As previsões de temperatura e chuva podem te ajudar a tomar uma decisão de curto prazo e evitar perdas/quebras de produtividade.